27 de ago de 2011

Geraldo Espindola - Gerando - 1998


Continuando com as postagens dos artistas do Pantanal,apresento desta vez Geraldo Espindola:

Geraldo Espíndola (Campo Grande, 30 de novembro de 1952) é um compositor, músico e cantor brasileiro. É um importante autor da moderna música popular brasileira (mpb) de Mato Grosso do Sul e do país.

Sua carreira profissional na música começou ao 15 anos, em 1967, quando cantava e tocava violão e guitarra numa banda de nome insólito: Bizarros, Fetos e Pára-quedistas de Alfa Centauro, na qual tinha como companheiros Paulo Simões, James Dalpoggeto, Maurício Almeida, João Vaca-Louca e Mário Márcio. Foi também nessa época que Espíndola compôs sua primeira canção, “A Flor do Meu Jardim”.

Geraldo Espíndola tinha, paralelamente, uma carreira solo desde o início da sua carreia musical, o que não o impediu de participar de outras bandas, como Lodo, LuzAzul e Tetê & O Lírio Selvagem, as duas últimas com vários de seus irmãos: Alzira Espíndola, Celito Espindola e Tetê Espíndola. Tetê & O Lírio Selvagem, um grupo que teve projeção em todo o País, foi o responsável pela notoriedade nacional de sua irmã Tetê Espíndola. Geraldo era um dos principais compositores do repertório da banda.

Sua carreira musical foi pautada pelos festivais de música, nos quais ganhou prestígio e notoriedade, graças às inspiradas canções com as quais saiu vencedor de alguns deles, tais como “Sorriso”, também a sua primeira gravação em disco, “Fonte da Ilusão” e “Ponha na Sua Cabeça”.

Nos 41 anos em que está na estrada, Geraldo Espíndola teve canções gravadas por cantores e músicos de prestígio nacional, como Tetê Espíndola, Alzira Espíndola, Almir Sater, Lecy Brandão, Gilberto Correa, José Augusto, Raça Negra e a dupla João Pedro & Cristiano. Geraldo também gravou em produções de Tetê Espíndola, Alzira Espíndola, Almir Sater, Maria Cláudia & Marcos Mendes, João Fígar, Jerry Espíndola, Arara Rara e Maria Alice. Neste período, ele também gravou três álbuns, sendo dois lps e um cd.

Seus trabalhos mais recentes, o cds "Intimidadeacústica" e "30 Anos Nesse Mato" trazem uma retrospectiva de sua carreira, contendo desde algumas das suas primeiras composições até trabalho mais recente. A produção do cd contou com a participação de artistas de projeção nacional, como a cantora Elza Soares, o maestro João Guilherme Ripper e a Orquestra Sinfônica de Petrópolis, o pianista Mário Campos e os arranjadores Alê Siqueira e Arnaldo Antunes (Titãs), além da participação de Arrigo Barnabé.

Geraldo Espíndola é mais que um compositor, músico e cantor de talento, mas uma lenda da música sul-mato-grossense e do Centro-Oeste.

Fonte: Wikipedia.



1998 - Geraldo Espíndola - Gerando

01 A fonte da ilusão
02 Fala bonito (ao vivo)

03 Cuñatai porã

04 Divindade

05 Forasteiro

06 Pout-porri (Vida cigana, Rio de luar e Tuiuiú-jaburu)

07 Amarga solidão

08 Quyquyho
09 Raça das matas

10 Deixei meu matão

11 Esquina fatal do amor


Todas as músicas for
am compostas por Geraldo Espíndola

Produção cultural: Aline Figueiredo

Direção artística: Tetê e Humberto Espíndola

Produção executiva: Tetê Espíndola

Produção de estúdio: Tetê e Arnaldo Black

Produção musical: Geraldo Espíndola e Arnaldo Black

Técnico de gravação: Raul Sato

Mixagem: Sato, Tetê e Arnaldo

Técnico de edição: José Luiz Costa (Gato)

Técnico de corte: Oswaldo Martins

Programação de S.Y.N.C.: Ney Marques
Gravado em aDat no Mahalia Studio, São Paulo,
agosto/setembro 1991
Direção gráfica e pint
ura: Humberto Espíndola
Fotos: Paulo Barbosa e Roberto Higa

Arte final LP: Pacca

Arte final CD: Fernando (Ydéia Design)

Colaboradores: Nadir (BMG Ariola), Gato e Bibal.

(P) Long play 1991, 804378-A
(P)
Compact disc 1998

Editado por Luzazul Produções LTDA.

Fabricado por BMG Ario
la Discos LTDA.

Nenhum comentário: